Grupos de Ação e Comunidades Anticrise

Criar um “Grupo de Ação” é uma das melhores maneiras de enfrentar a crise. Do jeito que as coisas estão, e do jeito como estão evoluindo, só juntando forças e reunindo pessoas decididas a agir é que vamos encontrar saídas. Quem ficar à espera do governo está morto. Então cada um deve ser protagonista de sua própria solução e buscar saída para as dificuldades que enfrenta.

Para fundar seu “Grupo de Ação” o ponto de partida é definir o seu escopo, seu espaço de atuação. Certamente, seus colegas, parceiros e amigos compartilham sua visão do problema e os aspectos da crise que afetam a todos. Debater sua realidade, o contexto em que você atua e o que você e cada um pode fazer para ajudarem-se mutuamente é o caminho.

Os grupos podem ser organizados para tarefas práticas. Para desenvolver inovações em sua área, para permutar ou compartilhar aparelhos e equipamentos, para combinar compras coletivas e similares. O uso das mídias sociais, da internet e de planilhas do Google, por exemplo, podem facilitar a organização dos grupos. E eventualmente, de Comunidades de Ação que reúnam diversos grupos em Comunidades.

Então é o seguinte: a saída está em suas mãos. Reclamar não adianta. O que precisamos fazer é nos organizarmos para acharmos uma solução para nossos problemas e para, no segundo momento, termos uma plataforma de atuação na instância institucional, isto é, social, política, etc.

Tudo indica que a sociedade do futuro será formada por uma complexa constelação de comunidades, cada uma articulando seus interesses com as demais por meio do mecanismos de entendimento compartilhado. E que irão operar por meio de plataformas de compartilhamento, como o Google, por exemplo

De uma coisa podemos ter certeza: a saída é digital. Para darmos um mínimo de racionalidade ao futuro, precisamos botar abaixo esta estrutura de poder analógico, com seus condicionantes arcaicos e suas estruturas abarrotadas de burocratas e repartições jurássicas, e substitui-la por uma estrutura digital, baseada nas novas tecnologias e nos novos formatos de cooperação.

Partir para a ação é o único jeito. Ainda vemos, por aí, muita gente imaginando que a crise vai passar por mandinga. Que este governo corrupto e incompetente vai ser capaz de reagir. Que alguém vai resolver nosso problema. Ou, areditem, que o problema vai se resolver por si só. Não vai. Infelizmente, não vai. E a questão é que não podemos esperar mais.

Organize seu “Grupo de Ação”. Venha para o lado da luz. Que a força esteja com você.

Ceska – O digitaleiro


 

Comments

comments

Deixe uma resposta